Telefones: 31 3213-4975 - 31 3212-4155
Whatsapp: 31 98634-1481
Atendimento de Seg. à Sex. de 09:00 as 17:00

 

Administrator

Administrator

Selfies labore, leggings cupidatat sunt taxidermy umami fanny pack typewriter hoodie art party voluptate. Listicle meditation paleo, drinking vinegar sint direct trade.

 A AEAMG realizou, dia 11/11, em Uberlândia, uma palestra sobre Saúde Caixa e FUNCEF, com o representante Antônio Augusto.
 
No dia 17/10/2019, a Gerente Executiva da GESAP, Vanessa Lins Koenigkan, esteve em nossa associação para fazer uma apresentação sobre o Saúde Caixa.
 

FENACEF, juntamente com demais entidades representativas das estatais, entregou hoje, 14 horas, Denúncia contra as Resoluções CGPAR 22 e 23 que ferem os planos de Saúde, incluído o Saúde CAIXA.

A Denúncia foi feita ao Ministério Público do Trabalho e o Presidente do CD, Jesse Krieger, esteve representando a FENACEF no ato. 

Esperamos atitude contundente do MPT.

A FENACEF participou em conjunto com os Membros da CEE representantes de bancários da CAIXA e FENABAM (Federação Nacional dos Bancos), nesta sexta-feira (31 de agosto), da assinatura da Convenção Coletivo de Trabalho (CCT) 2018/2020 e dos acordos aditivos da CAIXA e do Banco do Brasil, válidos pelo mesmo período.

A FENACEF e suas Associações e seus aposentados da CAIXA de todo o país estiveram presentes na audiência pública realizada ontem, dia 28 de agosto em Brasília/DF, pela Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados, para discutir a situação dos planos de saúde de autogestão das empresas estatais federais.

Estiveram presentes, além dos membros da Diretoria Executiva e do Conselho Deliberativo da FENACEF e os presidentes de suas AEAs, os representantes dos bancários e dos petroleiros, além da participação de membros da Fenae. 

O presidente da FENACEF, Edgard Antônio Bastos Lima, aproveitou o seu pronunciamento para colocar a posição dos aposentados da CAIXA em relação a situação do Saúde-CAIXA: “O que enxergamos de futuro se não conseguirmos barrar estas resolução, será a total exclusão do aposentado de um plano de saúde de qualidade. Nós passamos 35 anos de vida laboral construindo o plano de saúde, construindo a própria CAIXA. Agora a nossa perspectiva é de perda absoluta. Eu tenho certeza que nós aposentados estamos prontos para lutar. Estamos oferecendo nossa força de trabalho, nossa garra… aposentando não é inativo. Precisamos contar também, além de todas entidades, um esforço muito grande da classe política. Edgard finalizou reforçando que a luta do aposentado nesta causa é pela vida. 

A deputada Erika Kokay (PT-DF), que solicitou o debate, afirma que o Ministério do Planejamento impôs de modo arbitrário novas regras sobre o custeio de benefícios de assistência à saúde dos empregados das estatais (Resolução 23, de 18 de janeiro de 2018), o que causou prejuízo aos trabalhadores. “A norma vale para todas as 147 empresas públicas do País, incluindo bancos, ministérios e autarquias”, ressalta a parlamentar.

Erika Kokay lembra que a norma atual é fruto de duas minutas de resoluções da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da União (CGPAR). “As referidas minutas vazaram nas redes sociais em julho de 2017 e constituíram tema de audiência pública na Comissão de Trabalho em 30 de novembro de 2017”, explica a deputada.

fonte: FENACEF

A FENACEF, esteve na última sexta feira (dia 27) em Brasília-DF, em reunião na FUNCEF, com o presidente da Fundação, Carlos Vieira. Estiveram presentes o presidente da FENACEF, Edgard Antônio Bastos Lima, a vice-presidente da FENACEF, Maria Lúcia Cavalcante Dejavite, o presidente do CD da FENACEF, Jesse Krieger, a presidente da AEA/MG, Anita do Carmo,  diretor de interior da AEA/MG, Mauricio Marques de Aguiar e Salete Cavalcanti, consultora da presidência da FUNCEF.

 Juntamente com o convite formal para a participação da FUNCEF no próximo Simpósio, a Federação teve a oportunidade de abordar, com ao Presidente, assuntos de interesse dos participantes e, principalmente, dos aposentados e pensionistas.A necessidade urgente de se encontrar mecanismos que minimizem os valores exorbitantes dos aportes, foi o tema predominante da reunião. Foi confirmado pelo presidente, a implementação das medidas relativas aos empréstimos, tanto na FUNCEF, quanto na CAIXA e que isto poderia acontecer ainda esta semana.

 A FENACEF mais uma vez, insistiu que a Fundação precisa encontrar maneiras de disponibilizar informações transparentes e de modo contínuo ao quadro de participantes, dando conta dos trabalhos que estão sendo realizados e as perspectivas de resultado. Foi ainda solicitado ao presidente que as entidades representativas tenham acesso à Diretoria da Fundação em encontros que possam propiciar o debate sobre os atos da FUNCEF bem como a condição de acompanhamento da gestão.

 

Fonte: FENACEF